top of page

Você já pensou em ter uma assistente remota para o seu negócio?



1 - Foi não saber o que contratar?


Seu negócio possui uma atividade central, aquela que é o seu servir. Se você for psicóloga, mentora, consultora, facilitadora de grupos temáticos sua atividade central provavelmente engloba se preparar, atender seus clientes, realizar anotações qualificadas, estudar os casos, planejar novas práticas. Provavelmente você se importa em atualizar seus estudos, realizar e compartilhar suas anotações e percepções, conversar com seus clientes e pessoas que se interessam pelas suas entregas… Escrevo isso com um sorriso no rosto… É bonito perceber o envolvimento que temos com o que nos permite dar e receber ao mesmo tempo, nosso negócio, nosso trabalho.


Mas não é só disso que vivem os negócios. Eu e meu meio do céu em gêmeos, me encanto com a multiplicidade, com sabermos um pouco de tudo, mas também já aprendi que multiplicidade, multidisciplinariedade não significa multitarefar. Na execução, na hora de realizar as tarefas ter uma lista longa e diversificada pode não ser sustentável a médio e longo prazo.


O que contratar, então?

Contrate o que você pode acompanhar de tempos em tempos, o que 90% das vezes é previsível, o que, ao se liberar dessa tarefa, você pode reverter sua atenção no eixo central do seu negócio.


2- Foi achar que precisaria ficar lembrando ou pedindo pela realização de tarefa por tarefa? Você se imaginou tendo mais trabalho orientando, conferindo e acompanhando do que se você mesmo fizesse a atividade?

Pense no seu negócio como um jardim!


No início vai ser sim importante explicar suas expectativas, talvez ensinar como usar uma ferramenta, destacar pontualmente o que você considera importante de ser realizado, como e quando.


Essa etapa tem tudo para ser amorosa. Falar do seu trabalho e da forma como gosta de regá-lo, para que outra pessoa possa fazer o processo de jardinagem para você. O jardim continua sendo seu, com suas sementes, mas há uma soma de forças e energia para lidar com cada estação.

A partir daí, entra a organização. Do lado de cá, um fluxo de ações é criado e constantemente aperfeiçoado para que as atividades necessárias sejam realizadas como combinado e para que a parceria fique cada vez mais confortável para ambas.


3- Foi relacionado ao valor?

Sim ou com certeza? Quando vamos adquirir ou contratar algo, passamos por este questionamento e checagem interna relacionadas ao valor. Aqui são tantas variáveis, desde as mais objetivas que se resolvem com uma calculadora, como as mais subjetivas. Será que é o momento? Esse recurso vai pesar no meu orçamento? Esses são pontos legítimos que precisam realmente ser considerados. Não teria como eu dizer algo diferente disso, então trago algumas considerações para entrar nessa checagem:

O que você ganha ao dividir a realização de algumas etapas do seu trabalho com alguém? O que você recebe em termos de organização do seu tempo, organização do negócio, ao concentrar-se em assuntos e atividades que movem e levam o seu negócio adiante, em qualidade na sua rotina? O que vai começar a ser cuidado, graças a ter uma pessoa contribuindo?

E aqui, a minha sugestão é acessar seus valores e ir além das respostas prontas que sugerem vantagem sobre o outro, como por exemplo considerar que o tempo (de vida) do outro vale menos, ou o tom de desprezo ao interpretar que uma fatia das suas atividades não são importantes, nem urgentes e por isso devem ser delegadas. Atenção à energia que pensamentos assim emitem.


Pense também em quais valores do seu negócio são reforçados diretamente ou em consequência dessa contratação: Será a ordem, a organização, a consistência, a presença, a disponibilidade para seus clientes, a criatividade, a renovação, a criação de novas soluções?

Só de relembrar de considerar estes ângulos, o valor já ganha outra perspectiva, ainda assim, sendo específica, lembre-se de que é possível delimitar a atividade que será acordada e consequentemente o valor, de modo que essa parceria possa se expandir aos poucos, se ajustando às suas necessidades e possibilidades.


Zele pelo seu negócio, pelo seu servir, dê bases para ele florescer! Se você se sintonizar com esta perspectiva, me chame se quiser conversar sobre o escopo de assistência remota e um orçamento.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page